v
_

O cordel na 2ª Feira do Livro de Osasco

O cordel na 2ª Feira do livro de Osasco

A 2a Feira do Livro de Osasco teve, este ano, uma banca exclusiva para o cordel. Os poetas João Gomes de Sá e Varneci Nascimento, os convidados para o evento  ocorrido entre os dias 4 e 25 de junho, praticamente acamparam na Biblioteca Pública Monteiro Lobato, no centro da cidade, onde aconteceu a Feira, organizada pela prefeitura de Osasco. Das 8h da manhã às 20h, a dupla estava de pé na banca para vender folhetos, da Editora Luzeiro, e livros de cordel.

O evento reuniu mais de 60 editoras, que apresentaram ao público cerca de 7 mil títulos de todos os gêneros, inclusive publicações em braille e audiolivros. A Feira também contou com uma programação recheada de apresentações culturais.

Toda manhã, a dupla de cordelistas carregava mochilas com os folhetos e livros, cortavam a cidade de São Paulo – Varneci mora em Santo Amaro e João reside em Grajaú, extremo sul de São Paulo – e montavam a banca de cordéis em Osasco. Além de cordéis de autoria dos dois poetas, eles também venderam xilogravuras de João, folhetos de outros cordelistas atuais e clássicos da literatura de cordel.

Banca de cordel na 2ª Feira do Livro de Osasco

João e Varneci foram convidados por Rosa Maria Zuccherato, da Editora Nova Alexandria, para participar desse espaço, a dupla nunca tinha sido chamada antes para uma feira de livro dessa magnitude. Além de poder vender folhetos, ambos também estavam interessados em, nas palavras de Varneci, “marcar o território do cordel” com a intenção de abrir os olhos das pessoas que visitaram o local para esse gênero tão importante da literatura brasileira e que, muitas vezes, ainda é desqualificado por parte da população.

O movimento da Feira foi muito grande – por volta de 40 mil pessoas visitaram o local – especialmente por conta de excursões escolares que levaram os alunos para conhecer o evento. As professoras estavam especialmente interessadas no cordel para trabalhá-lo dentro das salas de aula.

Ao longo do dia, os cordéis acabavam e Varneci e João se revezavam para pegar o trem de Osasco e ir até a Editora Luzeiro, localizada na Praça da Árvore, para carregar novamente as mochilas com folhetos de cordel. Ao todo, foram vendidos cerca de 3000 folhetos.

Share

Credits

Sorry, there are no info for this photograph

Reply